ACORDO ENTRE CNA E ABIEC VAI FORTALECER CADEIA PRODUTIVA DA CARNE BOVINA BRASILEIRA

03/08/2017

Brasília (01/08/2017) – A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC) assinaram, nesta terça (1), um “Termo de Cooperação” em que as duas entidades assumem o compromisso de promover ações para aprimorar a cadeia produtiva da carne bovina.

O termo foi assinado pelo presidente da CNA, João Martins, e pelo presidente da ABIEC, Antônio Jorge Camardelli.

“Este é um marco histórico. Estamos abrindo um diálogo franco e permanente entre os setores produtivo e industrial. É um novo momento de transparência e, acima de tudo, de tranquilidade para sentarmos à mesa e trabalharmos na solução das questões do segmento. Com civilidade e seriedade, vamos construir uma grande parceria”, afirmou Martins.

Para Camardelli, “manter a competitividade da pecuária brasileira, difundindo a qualidade da carne junto aos países importadores e buscando novos mercados, são pautas que nós, ABIEC e CNA, temos em comum. Este acordo busca fortalecer a unidade do setor, por meio de projetos que serão desenvolvidos em conjunto, e facilitar a apresentação das nossas demandas junto ao governo. Este é um marco positivo para o agronegócio e para o aprimoramento de toda a cadeia produtiva”.

O plano de trabalho do acordo propõe uma série de ações conjuntas, entre as quais a apresentação de pleitos unificados junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA); novo Sistema Brasileiro de Classificação de Carcaças Bovinas; estímulo a pequenos e médios frigoríficos; Projeto Imagem da Carne Bovina e Fundo de amparo à cadeia produtiva.

O ministro Blairo Maggi (MAPA), o senador Waldemir Moka (PMDB-MS) e o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), assinaram o “Termo de Cooperação” como testemunhas.

“Esse acordo que está sendo feito aqui representa o alinhamento do setor produtivo com a indústria para que, juntos, todos nós, CNA, ABIEC e governo possamos trabalhar para enfrentar as mais diversas questões do segmento”, disse Maggi.

Resultados – Antes mesmo da assinatura formal do “Termo de Cooperação”, a CNA e a ABIEC realizaram uma série de reuniões que já resultaram em conquistas importantes para o setor.

Uma delas foi o início dos testes para implantação do novo Sistema Brasileiro de Classificação de Carcaças, que está entre as prioridades da CNA para o segmento da pecuária. O piloto foi concluído na semana passada. A base foi o sistema de classificação do frigorífico Minerva.

Outra conquista foi o pedido do setor privado para amenizar as reações adversas da vacina contra febre aftosa. A CNA e demais instituições solicitaram ao MAPA alteração na composição da vacina com a retirada de uma substância chamada saponina, redução do volume da dose de 5 ml para 2 ml, além da recomendação de aplicação exclusiva por via subcutânea. O MAPA já sinalizou atendimento dos referidos pedidos.

Além disso, assuntos como a transferência da gestão da Base Nacional de Dados/SISBOV do MAPA para a CNA também estão avançados. A nova gestão resultará na desburocratização do processo de certificação para exportar carne bovina brasileira à União Europeia.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109 1419
cnabrasil.org.br
canaldoprodutor.tv.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA

Fonte: CNA Brasil