Governos do Espírito Santo e Rio de Janeiro assinam termo de cooperação técnica

14/08/2017

Durante a abertura do Conexão Café 2017, evento que reuniu produtores de café, técnicos, profissionais e autoridades do setor da cafeicultura no distrito de Pedra Menina, em Dores do Rio Preto, o Governo do Espírito Santo e do Rio de Janeiro assinaram um termo de cooperação técnica entre os dois estados. O objetivo desse termo é o desenvolvimento de projetos, planejamento e desenvolvimento institucional em ações de defesa agropecuária, assistência técnica e extensão rural, pesquisa agropecuária, desenvolvimento de cadeias produtivas e demais áreas de atuação.

Além disso, o termo estabelece iniciativas voltadas para a cafeicultura e da floricultura, como dias de campo em ambos os estados, com intercâmbio entre os técnicos e produtores rurais das regiões.

O secretário de Estado da Agricultura, Octaciano Neto declarou: “Nós estamos assinando hoje, simbolicamente, aqui em Pedra Menina, e no dia 24 vamos repetir a assinatura deste termo na abertura da Merco Noroeste, em Itaperuna. Estamos mais desenvolvidos do que o Rio de Janeiro na cafeicultura, então, o Incaper vai apoiar os Dias de Campo com integração em algumas cidades do Rio, levando o conhecimento gerado no Espírito Santo nos últimos anos. Do outro lado, o Rio de Janeiro é muito mais desenvolvido na floricultura, fornecendo a todo o mercado nacional, e estará nos apoiando no fortalecimento dos produtores capixabas nesse setor” e concluiu “assim como fizemos recentemente uma assinatura semelhante com o governo de São Paulo no setor da pesquisa, nosso objetivo aqui, é unir os dois estados para avançar no desenvolvimento tecnológico”.

Jair Bittencourt, falou sobre a união dos dois estados para um fortalecimento. “Não podemos deixar que as divisas, as fronteiras entre nossos estados impeçam que tenhamos desenvolvimento integrado por estarmos separados. Estamos assinando esse termo para fazer a integração entre a tecnologia e a informação do Espírito Santo, que é muito mais avançada no setor da cafeicultura de qualidade, e vamos fornecer no setor da floricultura, onde o Rio de Janeiro é o segundo maior produtor” declarou o secretário da Agricultura do Rio de Janeiro, e acrescentou “estamos aqui com humildade e com parceria para aprendermos juntos e nos desenvolvermos juntos”.

Fonte:Campo Vivo