Desafios do seguro rural em pauta no encontro de lideranças rurais

13/04/2019

A reunião mensal da Federação da Agricultura e Pecuária do ES (Faes), que reúne os presidentes dos Sindicatos Rurais e lideranças do setor agro, ocorreu na Exposul Rural, na manhã deste sábado (13), em Cachoeiro de Itapemirim. Representantes da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e da Seguradora Sancor fizeram uma mesa redonda para esclarecer informações acerca do Seguro Rural.

Entre os assuntos do encontro: subvenção ao prêmio do seguro rural, Proagro e garantia safra, produtos de seguro disponíveis para as atividades produtivas do Espírito Santo e os desafios do seguro para o produtor rural.

Palestraram no evento Luís Augusto Crisóstomo, do Mapa, Fernanda Schwantes, assessora técnica da CNA, Bruno Lucchi, superintendente técnico da CNA, e Éverton Todeschatto e Roberto Udo, da Seguradora Sancor.

Foram abordados os programas públicos de apoio à gestão de riscos, esclarecendo uma visão geral do que está à disposição do produtor e a visão do Governo sobre as políticas de mitigação de risco. Os produtos de seguro disponíveis para as atividades produtivas do Espírito Santo também foram apresentados. Por fim os desafios do seguro para o produtor rural foram esclarecidos.

O presidente da Faes, Júlio Rocha, aproveitou a oportunidade para sugerir que furtos em propriedades sejam incluídos na subvenção do prêmio do Seguro Rural, que atualmente não oferece cobertura. A equipe de Brasília levará o assunto para ser estudado.

O superintendente técnico da CNA, Bruno Lucchi, ressaltou que a pauta de hoje, sobre seguro rural, foi um pedido dos produtores capixabas em conhecer melhor como funciona essa política defendida pela Confederação. "O seguro é um instrumento para ajudar na mitigação de risco e também para reduzir o endividamento. Esse evento representa um passo importante para o desenvolvimento dessa cultura no estado, para aperfeiçoamento dos produtos, e a CNA e Federação se colocam em total disposição para ajudar o produtor a produzir com mais segurança e menos exposição ao risco".

Fonte: Iá! Comunicação