Treinamento Mulheres em Campo realizado em Ibatiba

10/07/2019

Mulheres estão ocupando cada vez mais espaço nos diversos setores da sociedade e isso não é diferente no campo. Para ajudar essas mulheres que desejam ser protagonistas, o Senar, em parceria com a Prefeitura de Ibatiba, levou ao município o programa "Mulheres em Campo".

O curso tem carga horária de 40 horas, distribuídas em cinco encontros semanais, que acontecerão na sede Secretaria de Agricultura, tendo o primeiro ocorrido na última semana.

Os encontros têm a proposta de levar mais conhecimento às mulheres que querem empreender no campo e dessa forma ampliar suas oportunidades pessoais e profissionais. A instrutora Gidemara Kiefer detalhou que as alunas aprenderão sobre empreendedorismo, levantamento de custos, planejamento, planos de negócios, entre outros pontos.

"O curso é voltado exclusivamente para mulher porque quando você fala que vai ter um curso, uma especialização, primeiro são os homens que são chamados e a mulher, sempre, se sobrar, ela é chamada, esse não, é exclusivo para as mulheres, então, é trabalhado o empoderamento feminino, elas podem, elas fazem, elas conseguem. A gente trabalha empreendedorismo, levantamento de custos, planejamento, planos de negócios, faz uma feira com elas, uma vende para outra para poder praticar a comercialização", explica Gidemara.

A instrutora disse que ficou entusiasmada com o grupo. "Elas são encantadoras. Tantas histórias e tanta garra que a gente percebe nelas, logo no primeiro contato. A gente já começa a perceber o potencial que essas mulheres têm", afirmou.

A aluna Ceni Aparecida Rodrigues é uma das 18 mulheres que estão fazendo o curso. Ela trabalha com seu marido na propriedade rural e contou que a contabilidade do negócio é feita de forma amadora.
"Eu acho que é uma oportunidade muito boa para a gente, pois na roça não temos muita noção de contabilidade. Às vezes você planta, você colhe, mas não tem muita noção do valor do que você vende: será que o que eu vendi deu lucro? Às vezes a gente não sabe! Participando desse encontro acredito que a gente vai ter grande noção depois do que estamos fazendo na roça. Eu acredito que para mim vai ser um passo a mais", disse Ceni Aparecida Rodrigues.

Joelma Aparecida Rodrigues está vendo no curso uma oportunidade de valorizar a matéria prima que tem na sua propriedade. "Estou amando o curso. Está sendo muito bom, a gente tá aprendendo muita coisa que a gente não sabia. A gente vai aprender a dar valor ao que a temos em casa e na propriedade".

Durante os encontros, as mulheres participam de discussões, dinâmicas, atividades de grupo, realizam atividades individuais e com a suas famílias.

Fonte: Aqui Notícias