Gestão com foco em produtividade e lucro para propriedades rurais

06/08/2019

Mais de 890 produtores rurais do Espírito Santo participam do Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Espírito Santo (Senar-ES), recebendo visitas mensais de profissionais com conhecimento técnico na atividade assistida, gestão e sustentabilidade. Destes produtores assistidos, 488 fazem parte do convênio com o Sebrae, pelo projeto Terras Sustentáveis.

Durante dois anos e quatro meses o Senar-ES presta o serviço para cada produtor. Ao longo do programa é feito o diagnóstico da propriedade com foco na sustentabilidade, um planejamento estratégico, as adequações tecnológicas necessárias, treinamentos de capacitação com produtores envolvidos e a avaliação dos resultados obtidos.

Um dos objetivos do Senar-ES com o programa é mostrar ao produtor que ele é um empreendedor rural, por isso, precisa conhecer seus custos de produção, além de técnicas para aumentar a produtividade e obter lucro.

Segundo a supervisora do ATeG, Cristiane Veronesi, a intenção é que até o fim de agosto outros 723 produtores rurais comecem a participar do programa. “Estamos expandindo a oportunidade para outros produtores porque vemos a carência de informação, tecnologia e de conhecimento sobre gestão no campo. Os bons resultados já alcançados em várias propriedades mostram a efetividade do programa para o desenvolvimento rural”, revela Cristiane.

Caso de sucesso
O produtor rural Valdir Botan, de Colatina, é um dos participantes do Programa ATeG, pelo Projeto Terras Sustentáveis, parceria do Senar-ES com o Sebrae, e está inovando em sua propriedade, com um sistema de captação de água e irrigação, orientado pelo técnico. “Fizemos um reservatório e quando chove a água vai direto para ele. Nas estradas próximas a nossa residência, instalamos canos que levam a água até o poço. Graças a esse sistema e à Assistência Técnica e Gerencial eu tenho água para plantar o meu café e viver dele”, explica Valdir.

Seu plano futuro é a compra de maquinário para a construção de uma represa, para ter mais fatura de água. “Antes eu não tinha água, agora tenho uma reserva que vai durar muito tempo. Como desde janeiro não chove, eu tenho que economizar e pensar em outras soluções para períodos maiores de estiagem”, reforçou.

Os produtores rurais interessados em participar do ATeG podem procurar o Sindicato Patronal Rural do seu município ou a regional do Senar-ES no telefone: (27) 3185-9218. Saiba mais em: www.senar-es.org.br.

Fonte: Comunicação SENAR-ES